1 em cada 3 multinacionais americanas procuram os mercados emergentes e em desenvolvimento da América do Sul como base para seus planos de crescimento

De acordo com a nova pesquisa da TMF Group, em associação com a Forbes Insights, mais de um terço (36,4%) das multinacionais com sede nos EUA ainda veem os mercados em desenvolvimento da América do Sul como o centro para os seus planos de investimentos corporativos e crescimento.

O estudo Mais investimento: o que impulsiona a expansão e o investimento internacional por parte das empresas norte-americanas?’ analisou as opiniões de 250 Executivos da C-Suite com sede nos EUA para explorar as motivações e desafios das multinacionais sediadas nos Estados Unidos em levar sua empresa para um novo mercado internacional. Os entrevistados foram selecionados a partir de uma ampla variedade de indústrias e de empresas com faturamento anual variando de US$ 250 milhões a mais de US$ 5 bilhões. Os entrevistados foram questionados sobre em quais regiões suas empresas haviam investido nos últimos dois anos, bem como onde planejavam investir em 2017/18.

 

As principais descobertas incluíram:

 

  • Apesar da desaceleração global do IED, mais de um terço (36,4%) das multinacionais norte-americanas planejam investir nos mercados emergentes da América do Sul nos próximos dois anos
  • 1 em 4 investidores à procura de novos talentos ou fontes de capital
  • 1 em cada 3 enfatiza a importância da pesquisa e do conhecimento profundo do mercado local

Comentando os resultados, Raimundo Diaz, Diretor Regional das Américas da TMF Group disse: “É agradável ver que, apesar das recessões globais no investimento, as empresas norte-americanas ainda reconhecem o potencial e a oportunidade oferecidos pelos principais mercados da América do Sul. ”

Ele continuou: “O interesse renovado nos metais básicos e outros produtos tem atuado como um catalisador para o crescimento em países como Peru, Brasil e Chile, mas fortes avanços tecnológicos e de produção em toda a região também ajudaram a manter os níveis de investimento.

“O Chile, por exemplo, é o maior produtor mundial de cobre e, dadas as negociações de aumento dos gastos com infraestrutura nos EUA, os ativos relacionados ao cobre estão em alta. O Peru também tem extensas reservas de cobre e ouro."

Ele continuou: “O Brasil também consolidou sua posição nos últimos anos. Atualmente, é a nona maior economia do mundo e oferece oportunidades de investimento em uma variedade de setores, incluindo: mineração, energia, imóveis e agronegócio.

“A Colômbia também tem planos ambiciosos. É o programa de investimento em infraestrutura de grande escala 'Post-4G', que oferece aos investidores a oportunidade de se envolverem em projetos significativos como aeroportos e estradas nos próximos 10 anos. ”

Além disso, a pesquisa quis saber o que motivou as empresas norte-americanas a explorarem novos mercados estrangeiros e quais desafios enfrentaram. Considerando-se a expansão internacional, perguntou-se aos entrevistados se pudessem aconselhar um colega, qual seria o conselho.

Paralelamente às operações em expansão e ao aumento da participação no mercado, os resultados mostraram que os entrevistados procuravam também encontrar novos talentos, qualificações e novas fontes de capital. Eles também enfrentaram desafios similares ao selecionar e estabelecer uma nova entidade, incluindo o estabelecimento de processos financeiros e o cumprimento das leis locais.

Diaz concluiu: “A importância do conhecimento do local ao entrar em um novo mercado não pode ser subestimada. Se você está pretendendo estender ou melhorar as operações existentes ou buscando novas oportunidades, é importante compreender plenamente as complexidades locais de um determinado mercado para se certificar de que suas operações são – e permanecem – totalmente compatíveis com o que poderia ser um cenário regulador em rápida mutação. ”

Para saber mais sobre a TMF Group e fazer o download do relatório completo, acesse: tmf-group.com/venturefurther

 

- FIM -

 

NOTAS AOS EDITORES

Para obter mais informações de contato:

 
Jacob Brunell
jbrunell@jeffreygroup.com

 

A TMF Group ajuda as empresas globais a se expandir e investir de forma transparente nas fronteiras internacionais.  Os seus especialistas contábeis, legais, de RH e profissionais de folha de pagamento localizados em todo o mundo ajudam os clientes com suas estruturas corporativas, veículos de financiamento e investimentos.  Com serviços empresariais oferecidos em mais de 80 países, a TMF Group é o especialista global que entende as necessidades locais. www.tmf-group.com

Forbes Insights é a pesquisa estratégica e a prática de pensamento de liderança da Forbes Media. Ao utilizar bancos de dados de propriedade de executivos de nível sênior na comunidade Forbes, a Forbes Insights realiza pesquisas sobre uma série de tópicos de interesse para executivos de nível C, profissionais de marketing sênior, proprietários de pequenas empresas e aqueles que aspiram a posições de liderança, bem como fornecendo percepção profunda em questões e tendências em torno da criação e gestão de fortunas. www.forbes.com/forbesinsights/

MAIS INVESTIMENTO: O que impulsiona a expansão e o investimento internacional por parte das empresas norte-americanas?

Em março de 2017, a TMF Group – em associação com a Forbes Insights – analisou as opiniões (através de uma enquete online) de 250 executivos C-suite de empresas multinacionais com sede nos EUA para entender suas motivações e desafios em levar a sua empresa para um novo mercado internacional. Os entrevistados foram selecionados a partir de uma ampla variedade de indústrias e de empresas com faturamento anual variando de US$ 250 milhões a mais de US$ 5 bilhões.

    - 250 executivos C-Suite nos EUA de empresas multinacionais: CEO, CFO, COO e CLO.
    - Quase três quartos dos entrevistados (71,6%) trabalhavam para empresas com faturamento anual de mais de US$ 1 bilhão.
    - A maioria (70,8%) também era responsável por supervisionar operações em mais de 6 países, enquanto um em cada quatro (24,8%) para operações em mais de 10 mercados internacionais.


Os 10 maiores destinos globais de investimento e expansão para multinacionais norte-americanas em 2017/18

 

 

 

2015 -2016

2017 -2018

Mudança de classificação

(2015 - 2016) /

2017 - 2018

+ / -

EUROPA OCIDENTAL

Áustria, França, Alemanha, Liechtenstein, Mônaco, Suíça

58,4%

51,6%

(2) / 1

-6,8%

AMÉRICA DO NORTE

(Exc. EUA)

Bermuda, Canadá, Groelândia, São Pedro e Miquelon

59,2%

50,0%

(1) / 2

-9,2%

EUROPA SETENTRIONAL

Ilhas do Canal, Irlanda, Ilha de Man, Reino Unido

44,4%

43,6%

(3) / 3

-0,8%

AUSTRÁLIA e

NOVA ZELÂNDIA

Austrália, Ilha de Natal, Cocos, Nova Zelândia, Ilha Norfolk

33,2%

42,8%

(5) / 4

+9,6%

AMÉRICA DO SUL

Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Ilhas Malvinas, Guiana Francesa, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai, Venezuela

39,2%

36,4%

(4) / 5

-2,8%

EUROPA ORIENTAL

Bielorrússia, Bulgária, República Checa, Hungria, Polônia, República da Moldávia, Romênia, Rússia, Eslováquia, Ucrânia

26,0%

29,2%

(10) / 6

+3,2%

SUL DA EUROPA

Albânia, Andorra, Bósnia-Herzegovina, Croácia, Chipre, Gibraltar, Grécia, Itália, Macedônia, Malta, Montenegro, Portugal, San Marino, Sérvia,

32,4%

28,8%

(7) / 7

-3,6%

SUL DA ÁSIA

Afeganistão, Bangladesh, Butão, Índia, Irã, Maldivas, Nepal, Paquistão, Sri Lanka

32,8%

28,0%

(6) / 8

-4,8%

ÁSIA ORIENTAL

China, Hong Kong, Japão, Coreia do Norte, Coreia do Sul, Macau, Mongólia, Taiwan

29,6%

27,6%

(8) / 9

-2,0%

AMÉRICA CENTRAL

Belize, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá

28,4%

25,6%

(9) / 10

-2,8%

 

O que motiva as empresas americanas a explorar novos mercados?

 

Abertura de novos mercados e ganho de participação no mercado

45,6%

Expansão das operações/linhas de serviço existentes

42,0%

Criação/melhoria de P&D e recursos de tecnologia

30,0%

Busca de novos talentos e qualificações

28,8%

Busca de novas fontes de capital

26,8%

Um contrato de cliente exigia presença local

24,8%

Estabelecer uma central de serviço compartilhada

23,6%

Reestruturação/estabelecimento financeiro e corporativo de instrumento com finalidade especial (SPV)

22,8%

Comprar um concorrente

20,8%

Reduzir o custo operacional/operar com melhor relação custo-benefício

12,0%

Outra atividade M&A

10,0%


Quais os maiores desafios que as empresas americanas enfrentam ao entrar em um mercado estrangeiro?

 

Estabelecer medidas bancárias e contábeis e registros legais

31,6%

Identificar os locais e/ou agente do processo certos

31,2%

Selecionar e incorporar o tipo de entidade correto

30,0%

Encontrar e fornecer provas oficiais da “boa reputação”

28,8%

Considerações de proteção de dados e leis de privacidade

28,4%

Operar no âmbito de acordos sindicais e de negociação coletiva

28,0%

Encontrar o talento local certo e cumprir com as leis trabalhistas

27,2%

Regras sobre transferência de preços e/ou repatriamento de lucros

25,6%

Nomeação de diretores e/ou representantes locais

22,4%

Requisitos adicionais de licenciamento e/ou constituição revista após fusão ou aquisição

20,0%

Regras relativas à transferência de pessoal de operações adquiridas/incorporadas

20,0%

Compatibilidade com as regras locais de informação financeira com os sistemas e normas internacionais de informação

21,6%

Acordos de propriedade intelectual e execução

19,6%

Expectativas culturais e barreiras linguísticas únicas

19,6%

Regras relativas às indústrias "restritas"

18,8%

Verificações detalhadas dos registros dos administradores da empresa (incluindo a divulgação de UBO (Ultimate Beneficial Owner, Proprietário Beneficiário Final)

13,2%

Lei antitruste ou de concorrência

10,4%


Com o benefício da retrospectiva, qual conselho as empresas norte-americanas líderes dariam aos seus funcionários?

 

PLANEJE COMPLETAMENTE E FAÇA SUA PESQUISA

Seja claro sobre suas razões para o investimento/expansão e não faça suposições falsas sobre um mercado local. Certifique-se de investigar o ambiente político, legal e cultural do território, bem como o panorama competitivo, o mercado-alvo e / ou a força de trabalho.

36,0%

CONSIDERE JOINT VENTURES E AQUISIÇÕES

Considere joint ventures e aquisições. Uma maneira de evitar parte do esforço, custo e risco de se instalar em um novo território é comprar uma operação existente ou criar uma joint venture com uma operação existente. No entanto, estas opções vêm com os seus próprios riscos e deve-se buscar assistência profissional.

23,6%

CONSIDERE UM ÚNICO FORNECEDOR PARA GERENCIAR SEUS RELACIONAMENTOS MULTI-TERRITÓRIOS

Uma das principais questões no gerenciamento da expansão é a coleta, processamento e reconciliação de operações, dados financeiros e jurídicos em vários territórios. O uso de um único fornecedor estratégico para lidar com essas funções terceirizadas pode ajudar a fornecer consistência entre processos e normas.

18,8%

OBTENHA AJUDA DE TERCEIROS

Prestadores de serviços locais, câmaras de comércio e consultores são inestimáveis, particularmente ao criar uma nova entidade jurídica, recrutar e treinar pessoal e estabelecer a sua função de BackOffice.

10,8%

CONSIDERE A TERCEIRIZAÇÃO

Não subestime os custos operacionais em um mercado local. O limite entre o que você faz internamente e o que você terceiriza deve permanecer fluido, e ser constantemente reavaliado ao longo do tempo

10,8%

 

 

 
Press Release